As redes para o controle de erosão Projuta são utilizadas para proteger o terreno frente aos processos de erosão do solo, diante alterações provocadas por intervenção do homem ou em zonas erodidas por causas naturais. Sua utilização permite reduzir a erosão amortecendo o impacto e capacidade de arraste da chuva. A rede de juta melhora a estrutura do solo, contribui com matéria orgânica e tem uma degradação mais lenta que outros sistemas orgânicos.

Em comparação com as mantas orgânicas, as redes tem uma maior resistência à tração e um menor efeito de sombreamento e de proteção diante da evaporação. A vantagem das redes frente às biomantas consiste em que estas se aderem melhor ao solo, adaptando-se perfeitamente às irregularidades. Na maioria dos casos, as redes se instalam antes de um tratamento de hidrossemeadura ou hidromanta.

As redes para o controle de erosão Projuta são tecidos orgânicos, nos quais, o espaço ocupado pelos fios que os compõem, é muito inferior ao espaço oco que fica entre eles. As redes orgânicas de juta atuam controlando a erosão e ajudam a estabilizar os materiais de hidrossemeadura em terrenos de inclinação moderada. Contribuem com a melhoria das condições ambientais para o desenvolvimento vegetal graças à absorção e retenção de água em suas fibras.